domingo, 24 de março de 2019

Hoje em LISBOA






































A Metropolitana e o Centro Cultural de Belém propõem uma viagem pela obra de António Pinho Vargas: a estreia da sinfonia (subjectiva) e a apresentação de Six Portraits of Pain, com exibição simultânea de um filme da realizadora Teresa Villaverde. 

sábado, 23 de março de 2019

Boa Rádio ao Sábado

























06:00/07:00 Antena1 – O Povo Que Volta a Cantar 
07:00/09:00 Antena2 – Sol Maior 
09:00/10:00 Antena2 – Café Plaza 
10:00/12:00 Antena1 – Encontros Imediatos 
12:00/13:00 TSF – O Estado do Sítio 
12:00/13:00 Antena3 – Coyote 
12:00/14:00 Antena2 – Música Aeterna 
13:00/14:00 Antena3 – Domínio Público 
14:00/15:30 Antena2 – O Tempo e a Música 
14:00/15:00 TSF - A Circulatura do Quadrado 
15:00/16:00 TSF – A Playlist De 
15:30/16:00 Antena2 – Páginas de Português 
16:00/18:00 Antena2 – A Força das Coisas 
18:00/19:00 Antena1 – Cinemax 
18:00/22:00 Antena2 – Mezza Voce 
22:00/23:00 Antena2  – Caleidoscópio 
23:00/00:00 Antena2 – Argonauta 
00:00/01:00 Antena2 – A Fuga da Arte 
00:00/01:00 SBSR – Em Transe 
00:00/02:00 Antena1 – Costa a Costa 
02:00/03:00 Antena2 – Olhar a Lua 

quinta-feira, 21 de março de 2019

Hoje na Antena2

Dia Mundial da POESIA 















A única estação de Rádio nacional que transmite Poesia nas suas emissões diárias dedica hoje o dia à transmissão de poemas ditos por personalidades da casa, reforçando a antena na celebração do Dia Mundial da Poesia, juntamente com o Dia Europeu da Música Antiga.
Mais informação e ouvir aqui

quarta-feira, 20 de março de 2019

Hoje na RADAR

























O segundo álbum de estúdio a solo de John Lennon, depois da dissolução dos Beatles em 1970. No ano seguinte «Imagine» tornou-se no disco mais icónico de Lennon e o mais bem sucedido em termos comerciais. Dele brota o tema título, uma canção de índole pacifista que atravessou gerações, até aos dias de hoje. Actualmente ainda passa na Rádio.
Hoje passa na íntegra no programa «Álbum de Família», com a habitual contextualização e apresentação de Joana Bernardo.

Álbum de Família
RADAR 
4ªfeira às 14:00 | Domingo às 12:00 | 2ªfeira às 23:00
Ouvir aqui

sábado, 16 de março de 2019

Hoje em SETÚBAL






































A Sinfonia N.º 45 de Joseph Haydn é música de protesto, um elegante protesto que pretendia convencer o príncipe Nikolaus a não obrigar a orquestra a permanecer mais tempo no Palácio de Eszterháza em 1772, uma estadia que já se prolongava por longos meses e mantinha afastados os músicos das suas famílias. Haydn consentiu em traduzir em música essa insatisfação. No decorrer do último andamento, os músicos terminam sucessivamente a sua parte e retiram-se do palco. No final, não resta ninguém em cena. A Sinfonia do Adeus despede-se, neste caso, de um programa que também inclui obras de Albert Roussel e de Krzysztof Penderecki. Do primeiro, é tocada uma curta suite orquestral de 1929 que ilustra bem os traços mais vincados do seu estilo. São três andamentos que nos conduzem por uma alvorada com o perfume do exotismo espanhol, pelo registo bucólico de uma pastoral e pelo ambiente jocoso dos bailes de máscaras parisienses. Mais recentes, os dois andamentos da Serenata de Pendereckiforam compostos separadamente, em 1996 e 1997. Resultam da peculiar combinação entre expressividade pós-romântica e sonoridades modernistas, traço característico do estilo deste compositor polaco. 

K. Penderecki –  Serenata para Orquestra de Cordas 
A. Roussel – Petite suite, Op. 39 
J. Haydn – Sinfonia N.º 45, Sinfonia do Adeus 

sexta-feira, 15 de março de 2019

Hoje em AVEIRO






































Dois Retratos Imaginários de Pedro Amaral, uma obra em estreia nacional de Beat Furrer – Nero su Nero –, a brilhante 4.ª Sinfonia de Gustav Mahler, a soprano Alexandra Bernardo e a Orquestra Metropolitana de Lisboa dirigida por Reinaldo Guerreiro. 

quinta-feira, 7 de março de 2019

Hoje em LISBOA














Luís Caetano, autor dos seguintes espaços na Antena2:

A Força das Coisas - sábados, das 16h às 18h (desde 2003)
A Ronda da Noite - de 2ª a 6ª, às 23h e 4h (desde 2013)
A Vida Breve - de 2ª a 6ª, às 10h50min e 16h50min (desde 2013)
Última Edição - de 2ª a 6ª, às 19h45min e 23h45min
O Som Que Os Versos Fazem ao Abrir (com Ana Luísa Amaral) - 4ªs, às 12h30min e 18h30min
A Força do Destino (com Nélida Piñon) - 2ªs, às 14h20min
No Interior da Cultura - 6ªs, às 14h20min 

Também na Antena2, co-apresenta:
Jazz a Dois, com Maria Alexandra Corvela, de 2.ª a 6.ª, às 20h
A Grande Ilusão, com Inês Lourenço, 5.ªs, às 12h30min e 18h30min 

Luís Caetano, Prémio de Jornalismo Cultural da SPA, a ser-lhe entregue esta 5.ª feira, às seis e meia da tarde, no Auditório Maestro Frederico de Freitas da Sociedade Portuguesa de Autores, na Avenida Duque de Loulé, nº 31, em Lisboa.

quarta-feira, 6 de março de 2019

Hoje na RADAR

























Homenagem da RADAR a Mark Hollis, membro fundador, compositor e vocalista dos Talk Talk, falecido há poucos dias.
Passagem na íntegra do terceiro álbum da banda britânica, que ficou principalmente conhecida na primeira metade da década de 80, com vários êxitos nos Tops.
No arranque da segunda parte dos anos oitenta, o grupo muda um pouco o som Synth Pop que o caracterizou nos dois primeiros álbuns, deixando mesmo assim, uma marca distintiva na história da banda e da Música Pop anglo-saxónica.
Contextualização, realização e apresentação do programa «Álbum de Família» de Joana Bernardo.

Álbum de Família
RADAR
4ª feira às 14:00
Domingo às 12:00
2ª feira às 23:00
Ouvir aqui

terça-feira, 5 de março de 2019

Hoje em LISBOA






































Este ano o maestro Sebastian Perłowski troca o espumante do Réveillon pelas serpentinas de Carnaval. À frente da Orquestra Metropolitana de Lisboa, desafia todos a divertirem-se sem tréguas num corso alegórico levado muito a sério… ou talvez nem tanto! Por ordem: desfilam o camponês da Boémia, Antonín Dvořák, o marido de Clara Schumann - na companhia do ex-recruta Maurice Ravel -, o extraterrestre Niccolò Paganini, a Alta Cozinha de Gioachino Rossini, as tropas a cavalo comandadas por Franz von Suppé, o romântico Hector Berlioz, o terceiro de dezoito filhos do cervejeiro František Smetana, o avô da música russa Mikhail Glinka acompanhado de seu ilustre neto Nikolai Rimsky-Korsakov e, por fim, o especialista em Cancan, Jacques Offenbach. Músicos e assistência, sintam-se convidados a juntar-se à festa em traje de cerimónia. Zorros, bailarinas, unicórnios, melómanos. 

domingo, 3 de março de 2019

Hoje em LISBOA






































Desta vez com a «fantasia musical zoológica», O Carnaval dos Animais, escrita por Camille Saint-Saëns em 1886, então com o simples propósito de entreter os amigos em período de Carnaval. Explica-se assim o tom divertido com que são ilustradas galinhas, cangurus, fósseis... pianistas?! 

sábado, 2 de março de 2019

Ontem em LISBOA

TSF - A Rádio ao vivo e a cores 

















Fotografia de Filipe Amorim/Global Imagens 

Imagens da emissão em directo especial aberta ao público da TSF, no Cinema São Jorge, na celebração do trigésimo aniversário da Rádio Notícias.
Mais imagens aqui

TSF-Sons com História









Na celebração dos 31 anos da Rádio Notícias, a TSF, em parceria com a Fundação Francisco Manuel dos Santos, inaugurou um novo sítio na Internet dedicado aos sons que fizerem história ao longo de três décadas de emissões regulares dedicadas à informação radiofónica em Portugal.















Com uma régua do espectro radiofónico, como se de um transístor analógico se tratasse, percorrem-se os anos desde 1988 até 2018, numa reveladora e expressiva galeria de sons, textos e imagens representativas de cada um dos anos, sobre alguns dos acontecimentos mais importantes que marcaram o país e o mundo.
Um valoroso contributo para a História da radiodifusão nacional no que respeita ao jornalismo mais inovador e moderno feito em Portugal em tempo de Democracia.

Ouvir, ver e ler aqui











Ouvir e ver mais aqui

sexta-feira, 1 de março de 2019

TSF 31 anos











Emissão especial no 31º aniversário da Rádio Notícias 
Emissão em directo na Sala 2 do Cinema São Jorge, em Lisboa

Programação especial:
10:00/12:00 - Forum TSF com Manuel Acácio
12:00/14:00 - Almoço TSF com Nuno Domingues
14:00/15:00 - Concerto de Bolso com Miguel Araújo
15:00/16:00 - Bloco Central com Anselmo Crespo
16:00/17:00 - Estado do Sítio com Ricardo Alexandre
18:00/19:00 - Lançamento do Site Sons da História

TSF-Rádio Notícias
Ouvir aqui 

Hoje na TSF























Emissão especial no 31º aniversário da Rádio Notícias 
Emissão especial em directo e ao vivo ao longo do dia a partir do Cinema São Jorge, em Lisboa.
Mais informação no site da TSF
Ouvir aqui

terça-feira, 26 de fevereiro de 2019

Prémio Igrejas Caeiro



















A SPA decidiu atribuir o Prémio Igrejas Caeiro de 2019 ao jornalista, autor e comunicador radiofónico (…) Na madrugada do dia 25 de Abril de 1974, Joaquim Furtado leu aos microfones do Rádio Clube Português o primeiro comunicado do MFA. O prémio é-lhe atribuído quando se comemoram os 45 anos do 25 de Abril. 

SPA 

A cerimónia de entrega está prevista para o próximo dia dois de Abril, na sede da Sociedade Portuguesa de Autores, em Lisboa.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2019

Hoje na RADAR

























Início da 15ª temporada do programa «Álbum de Família» na RADAR, assinalando a muito recente visita dos britânicos Massive Attack a Lisboa para dois concertos no Campo Pequeno, com a presença da cantora escocesa Elizabeth Fraser dos extintos Cocteau Twins.
Neste segundo disco do colectivo de Bristol, a principal voz convidada foi a da cantora inglesa Tracey Thorn dos Everyting But The Girl. «Protection» foi editado em Setembro de 1994, sucedendo a uma estreia dos Massive Attack muito positivamente aclamada pela crítica musical, num período áureo do chamado "Som de Bristol", de onde provinham outros nomes emblemáticos do estilo urbano-depressivo daquela cidade, como Tricky e os Portishead.
Programa em que o trabalho discográfico é transmitido na íntegra, com a habitual contextualização, realização e apresentação de Joana Bernardo.

Álbum de Família
RADAR
4ª feira às 14:00 | Domingo às 12:00 | 2ª feira às 23:00.
Ouvir aqui

Outros Oscars





































Oscars da Imprensa para Rádio há 51 anos, numa altura em que a Rádio fazia capa de revistas e jornais. 
Outros tempos, em que a Rádio era distinguida com prémios justos para os melhores: Luís Filipe Costa, jornalista do Rádio Clube Português e Pedro Albergaria, um dos realizadores do mítico programa «Em Órbita», também do RCP.  

Fonte da imagem: Luís Pinheiro de Almeida

Afinal não





































Afinal a RFM não transmitiu a cerimónia das estatuetas de Hollywood, prosseguindo durante a madrugada com a emissão regular pré-gravada de playlist
Alguma informação tornada pública dava a entender que a RFM estaria em emissão simultânea com o Canal FOX. Assim não foi e, assim, a noite dos Oscars permanece, há já consideráveis anos, sem transmissão na Rádio em Portugal. 
Quanto à cerimónia em Los Angeles, o filme «Roma» do mexicano Alfonso Cuarón não ganhou o Oscar de Melhor Filme, mas venceu o de Melhor Filme Estrangeiro, entre outras categorias. 

domingo, 24 de fevereiro de 2019

Hoje na RFM

Sim, na RFM 






































Emissão também em directo na RFM a partir das 23:30

Há anos que a Rádio em Portugal deixou de acompanhar em directo a cerimónia da entrega dos prémios da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.
Durante mais de uma década a noite dos Óscares foi transmitida pela TSF, em emissões memoráveis, abandonadas em 2005. Depois foi na Antena3 e mais tarde no RCP.
Agora é na improvável RFM.
Ouvir aqui

sábado, 23 de fevereiro de 2019

Amanhã em Lisboa






































Richard Strauss compôs mais de duzentas. Ao fim das Quatro Últimas Canções, conseguiu um silêncio e uma serenidade de encher o peito. Três das canções têm poemas de Hermann Hesse, vencedor do Prémio Nobel, dois anos antes. 
Em sentido inverso, e do mesmo Strauss, junta-se neste programa uma obra que remonta ao início da sua carreira, no final da década de 1880. O poema sinfónico Macbeth, baseado no drama de Shakespeare, apresenta uma escrita orquestral cheia de vitalidade, imponente, na linhagem de Liszt e Wagner. Contrasta, também aqui, com a mais bucólica das sinfonias de Antonín Dvořák, composta pela mesma altura no coração da Boémia. 

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

Rádio é Rádio!



















Houve um despique de opinião em directo na Rádio Pública sobre se a Rádio deve ou não ter imagem.
O assunto veio à baila no programa «Prova Oral» na Antena3, quando um dos convidados da emissão, o humorista Bruno Nogueira, defendeu que a Rádio não deve ter imagem, ao contrário de Fernando Alvim, anfitrião do espaço interactivo, que defende abertamente a imagem em directo na Rádio. Mais tarde no programa, outro humorista, Nuno Markl, juntou-se à conversa e corroborou com o autor de «Tubo de Ensaio».
Semanas mais tarde, Bruno Nogueira no seu espaço diário na TSF, voltou ao assunto e explicou sem rodeios a sua opinião em ser frontalmente contra a Rádio conter imagem.
Rádio é Rádio e, embora entendendo os argumentos de Fernando Alvim, há princípios fundamentais dos quais a Rádio jamais poderá abdicar, sob pena de perder a identidade. Coisa que se tem verificado muito nos últimos tempos, em prol da "imagem".
Ambos os casos para apreciação:

Prova Oral 
Antena3
30 de Janeiro
Ouvir (a partir do minuto 09:05) aqui

Tubo de Ensaio 
TSF
14 de Fevereiro
Ouvir aqui

quinta-feira, 21 de fevereiro de 2019

O programa mais antigo da Rádio portuguesa

Transmitido pela primeira vez no dia 21 de Fevereiro de 1966 



























Rádio Renascença (1966-1975)
Rádio Comercial (1983-1993)
Antena1 (desde 1993)

Cinco Minutos de Jazz na «Rádio Crítica»
(21 de Fevereiro 2006);
(21 de Fevereiro 2016);
(21 de Fevereieo 2017).















José Duarte na «Rádio Crítica»:
(21 de Março 2005);
(07 de Janeiro 2013).

Cinco Minutos de Jazz
Antena1
Ouvir aqui

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

Hoje em LISBOA





































A despedida das salas de Cinema do Monumental em Lisboa numa homenagem ao cineasta João César Monteiro 
Encerram hoje, ficando apenas em funcionamento a sala principal para ciclos temáticos, ante-estreias e sessões ao fim-de-semana.
O anúncio do encerramento tinha sido feito no dia 21 de Dezembro por Paulo Branco da Medeia Filmes e, no próprio dia, explicou a decisão na Rádio.
As explicações do produtor de Cinema, numa conversa sobre os públicos da cultura e a cultura do gosto, no programa «A Ronda da Noite» de Luís Caetano na Antena2.
Ouvir aqui

terça-feira, 19 de fevereiro de 2019

Prémio Jornalismo Cultural

















Por decisão da Direcção e do Conselho de Administração da SPA, o Prémio de Jornalismo Cultural, atribuído anualmente, será entregue no dia 7 de Março, às 18.30, no Auditório Frederico de Freitas da cooperativa dos autores portugueses, a Luís Caetano da Antena2 da RDP como forma de reconhecimento da qualidade e pluralidade do seu trabalho naquela estação de rádio. 

SPA 

segunda-feira, 18 de fevereiro de 2019

Boa Rádio à 2ª feira















07:00/10:00 SBSR - Manhã Autêntica
10:00/12:00 TSF - Forum
11:00/14:00 RUM - Elisabete Apresentação
14:00/15:00 TSF - A Playlist De
14:00/17:00 RADAR - Joana Bernardo
16:00/19:00 Antena1 - Tarde com Paulo Rocha
17:00/18:00 Antena2 - O Ar do Tempo
19:00/20:00 Antena3 - Prova Oral
19:00/20:00 TSF - Jogo Jogado
19:00/22:00 SBSR - Arena Lunar
20:00/21:00 Antena2 - Jazz a 2
22:00/23:00 Antena3 - Portugália
23:00/00:00 Antena2 - A Ronda da Noite
00:00/01:00 Antena1 - Crónicas da Idade Mídia
01:00/02:00 Antena2 - Música Contemporânea
02:00/03:00 Antena2 - Olhar a Lua
03:00/05:00 Antena1 - Linha do Horizonte
05:00/07:00 Antena1 - José Candeias

domingo, 17 de fevereiro de 2019

Hoje em ALMADA






































DO BARROCO AO STURM UND DRANG
Orquestra Metropolitana de Lisboa


J. C. Bach Sinfonia em Sol Menor, Op. 6/6
A. Vivaldi Concerto para Fagote, RV 484
J. C. Bach Concerto para Fagote, W. C82
W. A. Mozart Sinfonia N.º 25, KV 183

Solista: Rui Lopes (fagote)
Maestro: Nicholas Kraemer 


«Sturm und Drang» tem como tradução possível «Tempestade e ímpeto» e dá nome a um movimento artístico que despontou nas décadas de 1760 e 1770 nas sociedades germânicas. No âmbito da música, faz a ligação entre a ênfase dramática da música barroca e o despojamento expressivo que veio a florescer mais tarde, no século romântico. Este programa desenha-se na primeira fase desse trajeto. Desde logo com dois concertos para fagote de Vivaldi e de J. C. Bach. São duas sonoridades distintas que ilustram bem a evolução técnica e estilística que se sentiu naquele período. Juntam-se ainda duas sinfonias de dois compositores muito influentes naquele ciclo de transição. Do mesmo J. C. Bach, ouve-se a última das sinfonias Op. 6 compostas depois de se fixar em Londres, em 1762. Por fim, a Sinfonia N.º 25 de Mozart, de 1773, cujo primeiro andamento se popularizou no filme Amadeus de Miloš Forman. A agitação dos ritmos sincopados do início, a ambígua tranquilidade do segundo andamento, um minueto carregado de cromatismos e um final exuberante, são argumentos desta partitura extraordinária. 

sábado, 16 de fevereiro de 2019

Hoje na RADAR















Com algum atraso em relação a anos anteriores, a RADAR transmitiu na passada terça-feira à tarde a grande maratona do final de mais uma série do programa «Álbum de Família».
A lista dos cinquenta discos esteve durante semanas em votação, via Internet, por parte dos ouvintes. Como sempre acontece no programa, o álbum mais votado é retransmitido na íntegra. Desta vez foi o álbum «Neon Bible», dos canadianos Arcade Fire. A maratona radiofónica repete esta tarde de Sábado na RADAR a partir das 13:00. 
Na próxima quarta-feira haverá início de nova temporada, a décima quarta (ao fim de 650 álbuns), do programa actualmente realizado e apresentado por Joana Bernardo, depois de ter estado a cargo de Tiago Castro. 
























RADAR 
4ª feira às 14:00 | Domingo às 12:00 \ Segunda-feira às 23:00. 
Ouvir aqui 

Hoje em LISBOA










Amália Rodrigues morreu há 20 anos, em Outubro de 1999.
Mais informação aqui

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Coisas do Dia Mundial da Rádio















Manuel Alegre foi convidado a falar sobre Rádio na manhã da TSF
Antigo homem da Rádio, mais conhecido enquanto poeta e político.
Na manhã do Dia Mundial da Rádio, a antiga Voz da Liberdade da Rádio em Argel falou sobre esses tempos de exílio na Argélia e também da Rádio actual.
Ouvir aqui














A principal estação da Rádio Pública dedicou o seu espaço matinal interactivo «Antena Aberta» à discussão com os ouvintes sobre "como gostaria que fosse a Antena1?".
Ouvir aqui

quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Dia Mundial da Rádio

Desde 2012 que se celebra, nesta data, o Dia Mundial da Rádio. Este ano sob o tema «Diálogo, Tolerância e Paz».
Há várias iniciativas em algumas estações de Rádio portuguesas. 



















A Rádio Renascença promove o habitual dia de abertura de portas das suas instalações ao público, incluindo a RFM, Mega Hits e Rádio Sim. 
Mais informação aqui 

















A Antena1 estará de manhã em directo de uma escola na Amadora onde existe, há cinco anos, uma Rádio escolar chamada Rádio Teen. 
Mais informação aqui 














A Antena3 passará, duas vezes por hora, canções que falam sobre Rádio. 
Mais informação aqui 















A Rádio Comercial fará, à semelhança dos últimos anos, emissão a partir de um autocarro em andamento pelas ruas e avenidas da capital portuguesa, entre as sete da manhã e as oito da noite. 
Mais informação aqui 














A Escola Superior de Comunicação Social, em Benfica, Lisboa, tem patente desde ontem e até ao dia 21 uma exposição bibliográfica sobre o Dia Mundial da Rádio.



domingo, 10 de fevereiro de 2019

Serviço Público

























Coisas impossíveis de acontecer se não existisse em Portugal serviço público de radiodifusão 

Decorreu, durante quatro dias, o terceiro festival da Antena2. Depois de duas primeiras edições no Teatro da Trindade, em Lisboa, este ano teve lugar no Teatro Nacional D. Maria. Menos dois dias que nas edições precedentes e menos uma conferência. O número de espectáculos musicais não decresceu, mantendo-se igualmente as performances teatrais. Também à semelhança do ano passado, todos os dias ao final da tarde – antes do primeiro de dois concertos diários – houve a actuação ao vivo no foyer do teatro as «Palavras de Bolso» de Ana Isabel Gonçalves e Paula Pina. 























Fotografia de Jorge Carmona 

A Conferência sobre Inteligência Artificial foi, como todas as conferências das edições anteriores, extremamente interessante, focando um assunto que a todos nós diz ou dirá respeito num futuro não tão longínquo quanto possa parecer. Na realidade, a inteligência artificial cresce entre nós diariamente sem que, na maioria das vezes, disso demos conta. 
Por questões de organização interna do Teatro D. Maria II, a sala foi pequena demais para o público interessado, ficando várias pessoas no átrio do teatro, impossibilitadas de poder entrar no Salão Nobre onde decorria a conferência. Nos anos anteriores as conferências tiveram lugar na sala maior, pelo que se deseja que em edições próximas se reúnam as condições necessárias para que o evento disponibilize espaço para todos os ouvintes interessados.
Entretanto, a emissão da conferência foi difundida em tempo real via Rádio pela Antena2 e vídeo no site da estação. Em poucos dias deverá, como é costume, ficar disponível para visualização no sítio da Antena2 na Internet. 

sábado, 9 de fevereiro de 2019

Hoje na Antena2















Conferência Inteligência Artificial, Desafiar o Futuro 
Festival Antena2 | Teatro Nacinal D. Maria | Lisboa 

Participantes:
Alípio Jorge
Amílcar Cardoso
Hélder Coelho
Luís Moniz Pereira
Paulo Novais
Pedro Lima
Moderação:
Luís Caetano

Mais informação aqui

Antena2
15:00/18:00 (transmissão em directo)
Ouvir aqui

sexta-feira, 8 de fevereiro de 2019

Festival Antena2






































Coisas impossíveis de acontecer se não existisse serviço público de radiodifusão
Ouvir aqui

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Hoje na TSF



Um flash que volta 
Quinze anos depois de ter partido, o programa «Flashback» regressa à antena da TSF, agora com um terceiro nome e numa retransmissão oriunda da TVI24.
Após quinze anos na TSF (1988-2003) e outros quinze na SIC-Notícias (2004-2019).
O elenco é composto pelo mais recente painel de intervenientes, que ficou até ao passado dia 24 na SIC-Notícias: José Pacheco Pereira (único participante desde o primeiro dia do programa na Rádio), António Lobo Xavier (ainda oriundo dos tempos da TSF) e Jorge Coelho (por duas vezes desde o formato TV). A moderação continua a ser de Carlos Andrade, que conduz o debate também desde o tempo da Rádio Notícias.

Circulatura do Quadrado
TSF-Rádio Notícias
5ª feira (23:00/00:00).

quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Hoje na Antena2















Tem início hoje o terceiro festival da Antena2 
Transmissões em directo de 6 a 9 de Fevereiro, a partir das 18:00.
Consultar programa completo no site da Antena2.
Ouvir aqui

terça-feira, 5 de fevereiro de 2019

Hoje na Antena3






































Emissão em que serão apresentados detalhes sobre o programa «Prova Oral» na RTP1, numa periodicidade semanal, com estreia marcada para o próximo dia 12. O programa interactivo terá continuidade na Antena3 como até aqui, sendo a emissão televisiva diferenciada, embora com um figurino baseado no programa de Rádio e manterá os mesmos três apresentadores.

Prova Oral
Antena3
De Fernando Alvim com Xana Alves e Catarina Moura
2ª a 6ª feira (19:00/20:00; 06:00/07:00)
Ouvir aqui

domingo, 3 de fevereiro de 2019

Hoje em LISBOA






































O Mundo de Oz é cenário de vários livros do escritor norte-americano L. Frank Baum, entre os quais, o mais célebre, O Feiticeiro de Oz, de 1900. Vítima de um tornado, a jovem Dorothy perde a consciência e desperta num lugar distante onde conhece seres muito estranhos. Entre bruxas boas e bruxas más, o seu desejo é regressar a casa, despertar de novo, voltar à «realidade». Para isso, necessita da ajuda de um poderoso feiticeiro que vive na Cidade das Esmeraldas. No caminho, juntam-se-lhe personagens com diferentes desejos – um espantalho que gostaria de ter um cérebro, um homem de lata que gostaria de ter um coração e um leão medroso que gostaria de ter coragem.

sábado, 2 de fevereiro de 2019

Café Plaza



















Programa de Germano Campos, jornalista da RDP-África, que recorre ao imenso espólio discográfico da chamada “época de ouro das canções do Século XX”, declaradamente rememorativo, aliando às preciosidades musicais do passado, factos históricos, incluindo muitas vezes sons com História que ilustram os acontecimentos evocados. Manhãs de pura nostalgia no que de melhor se pode recuperar de outros tempos, muitos dos quais – praticamente todos – completamente arredados do actual panorama radiofónico nacional. Datas históricas, acontecimentos que a História atravessou ou momentos atravessados pela História, pessoas e personalidades famosas, grandes feitos e grandes figuras. Lendas trazidas das calendas, tributos e homenagens de vária ordem, como aniversários ou mortes. 
O programa conhece, desde o início de Julho de 2016, uma segunda vida, após um hiato. Regressou, fazendo descansar um pouco a preocupação em relação à paisagem musical perdida pela Rádio pública, aquando a decisão de não haver continuidade do célebre programa «A Menina Dança?», de José Duarte na Antena1. 
O valor das emissões do programa «Café Plaza» é incomensurável. Desta vez, para além do recentemente desaparecido Michel Legrand, outro grande homenageado foi Gene Kelly na segunda parte da emissão deste Sábado. Notável dançarino norte-americano, falecido no dia 2 de Fevereiro de 1996. Há precisamente vinte e três anos. 
Para além de dançarino, que apenas terá como homólogo na mesma qualidade, Fred Astaire, foi também coreógrafo, actor, produtor, argumentista e realizador. 
Por veredas do acaso encontrava-me a fazer emissão em directo na Rádio Jornal na manhã seguinte, um Sábado, quando se soube da notícia. Dia cinzento e tristonho. A notícia foi dada nessa manhã pela Rádio, mas era necessário que fosse desenvolvida e sonorizada com música na voz de Gene Kelly. Longe, muito longe dos tempos em que estava ainda por aparecer o YouTube ou qualquer outra plataforma digital das que há hoje e que nos pudesse oferecer quase toda a música que se deseja. Nesse dia levara de casa alguns CD para passar na emissão em directo, como era hábito nessa altura pré-playlists e, entre eles, uma colectânea intitulada «The Giants of the Movies Original Artists – Original Hits», contendo temas clássicos da Sétima Arte cantados por Fred Astaire, Doris Day, Marilyn Monroe e Gene Kelly. A colectânea, que por mero acaso estava comigo naquela manhã de 1992, fora adquirida alguns anos antes na Discoteca Festival, situada na Rua da Prata em Lisboa, no dia 30 de Outubro de 1992. A loja, muito pequena, encontrava-se na porta de um prédio, com a maioria dos expositores de CD colocados no passeio à entrada. Não há muito tempo reparei que continuava localizada ali perto, tantos anos depois, agora na Rua Augusta, igualmente na entrada de um prédio. 





















O mais fabuloso nesta emissão em particular do «Café Plaza» foi Germano Campos ter trazido à antena do canal erudito da rádio pública várias versões anteriores da canção “Singin’in the Rain” (a versão de Kelly é, de todas, a mais conhecida), composta nos anos 20 e gravada desde essa década quase centenária, algo que muita gente desconhece. É uma das forças mais atraentes da Rádio. O poder de dar a conhecer coisas que se não sabia, que se não conhecia, que se não ouvira antes. 
O momento em que Kelly canta e dança à chuva no filme «Singin’ in the Rain» é o mais belo de todos os mais belos momentos dos musicais de Hollywood. Memória de um tempo em que era necessário possuir um enormíssimo talento para actuar assim frente a uma câmara de Cinema. Tudo encenado ao ínfimo pormenor, tudo ensaiado e encenado para atingir a perfeição final. 
A chuva é artificial e a aquela rua nunca existiu, era apenas um plateau cinematográfico, mas o momento é imortal, mágico, sublime. De tão tocante, é sentido como sendo verdadeiro, sabendo-se verdadeiramente que não o é nem nunca foi. Mas foi e é para sempre. 

Realização de Germano Campos 
Sábado e Domingo (09:00/10:00) 
Ouvir aqui