sexta-feira, 24 de novembro de 2017

Fora do Lugar

Festival Internacional de Músicas Antigas 
De 24 de Novembro a 9 de Dezembro, em Idanha-a-Nova, Idanha-a-Velha, Salvaterra do Extremo, Ladoeiro e Monsanto.
Mais pormenores aqui 



O director do Festival, Filipe Faria, esteve no programa «Raízes» de Inês Almeida na Antena2.
Ouvir aqui

Hoje em COIMBRA

Novo livro do Professor Rogério Santos sobre um período da História da Rádio portuguesa.



Hoje no PORTO



sexta-feira, 17 de novembro de 2017

LEFFEST

Começou esta sexta-feira 














O mais belo programa diário da Rádio portuguesa recebeu Paulo Branco, director do Lisbon & Sintra Festival para, uma vez mais, falar sobre as artes e revelar o que esta 11ª  edição oferece ao público. 
Alta Cultura e Cultura Popular, lado a lado, em duas horas de radiodifusão pública, numa segunda e terça-feira à noite. 

A Ronda da Noite 
De Luís Caetano
Antena2

06 de Novembro 2017 
Com Paulo Branco 
1ª parte Ouvir aqui 

07 de Novembro 2017 
Com Paulo Branco 
2ª parte Ouvir aqui 

quinta-feira, 16 de novembro de 2017

Os 30 anos deste disco

























Editado no dia 2 de Março de 1987 
Conhecido nas imagens com a versão da canção de Bob Dylan, na Rádio em Portugal através do programa «Morrison Hotel» de Rui Morrison, no então denominado FM-Estéreo da Rádio Comercial.
A britânica Siouxsie Sioux num álbum inteiramente composto por versões de clássicos de variada origem, desde "Strange Fruit" de Billie Holiday, passando por "The Passenger" dos Stooges de Iggy Pop, temas de John Cale, Sparks, Television, Kraftwerk, The Doors, Roxy Music, até Dylan.
No vídeo, o tema "This Wheel's on Fire", original de Bob Dylan, primeiramente versado pela também britânica Julie Driscoll com Brian Auger and The Trinity.
Três décadas depois, Siouxsie & The Banshees estão completamente arredados da Rádio portuguesa. A banda teve intensa e bem sucedida actividade entre 1976 e 1996.


quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Acordo Fotográfico


















As ideias mais simples são as mais raras de acontecer e as mais difíceis de realizar 
Uma viajante que há cerca de meia-dúzia de anos se aproxima, conversa e fotografa pessoas que estão a ler livros num qualquer lugar público, a fim de saber o que cada uma dessas pessoas - desconhecidas! - está a ler e porquê.
A volta ao Mundo com leitores, de Sandra Barão Nobre, deu em livro e deu uma deliciosa conversa na Rádio, em duas partes, no mais belo programa diário da actual Rádio feita em Portugal.
Já não é a primeira vez, nem a segunda ou sequer a terceira que se diz aqui na «Rádio Crítica» que «A Ronda da Noite» é, desde Setembro de 2013, o mais belo dos programas de Rádio diários da actualidade. A par do mais belo dos programas semanais, «A Força das Coisas». Ambos na mesma estação pública, Antena2, ambos produzidos, realizados e apresentados por Luís Caetano.
Algum pudor, em excesso, devo admitir, tem-me acompanhado sempre que me refiro a estes dois programas, com receio de cair no exagero do elogio ou de fazer parecer que se trata de um qualquer favorecimento. Acontece que as referências aos programas «A Ronda da Noite» e «A Força das Coisas» tornaram-se, com o avançar do tempo, absolutamente incontornáveis. Por essa razão devo, a partir de agora, ultrapassar certos pudores, por ventura pueris, que hão-de morrer comigo. O que é bom é para se ouvir e nunca é demais divulgar o que é bom e autêntico, com respeito e admiração.
Estamos a viver um tempo raro em que tudo o que é precioso se tornou demasiado escasso.
Este tipo de Rádio, feita com este nível de qualidade, é possível de acontecer porque existe Serviço Público de Radiodifusão. Não aparece em nenhum cartaz na via pública, não vem nos jornais nem em nenhuma revista, não aparece na Televisão. É, portanto, de difícil acesso. Atinge-se com muita procura, por vezes árdua.
Há verdadeiramente boa Rádio a ser feita em Portugal, mas está escondida. Como quase sempre acontece, os ouvintes são os últimos a serem considerados.
Os programas «A Força das Coisas» e «A Ronda da Noite», que Luís Caetano realiza na Antena2, davam eles próprios um livro, ou vários. Uma série deles. Davam um blogue diário, um documentário, um filme.
Valendo-se por si mesmo enquanto elevados espaços radiofónicos que são, provavelmente não darão em nada disso, mas vão decerto aparecer aqui mais vezes. É um acordo que faço comigo próprio, ao que o realizador é completamente alheio.
Em Setembro deste ano, no início do quinto ano do programa «A Ronda da Noite», aconteceu, uma vez mais, imagem na Rádio. Como é natural, não de forma literal, mas com as poderosas imagens que só a Rádio pode suscitar com tamanha força, a par da Música.

A Ronda da Noite 
Com Sandra Barão Nobre 
11 de Setembro 2017 
1ª parte ouvir aqui  

A Ronda da Noite 
Com Sandra Barão Nobre 
12 de Setembro 2017 
2ª parte ouvir aqui 

terça-feira, 14 de novembro de 2017

Os 30 anos deste disco
























O agrupamento Madredeus publicou o primeiro álbum em 1987 
A primeira edição foi um duplo álbum em vinil. Na primeira edição em CD, por falta de tempo disponível da tecnologia Compact Disc da altura, o tema "A Estrada do Monte” teve de ser excluído. Agora, três décadas depois, há uma reedição recente em vinil e em CD com o alinhamento completo dos dezasseis temas originais. Um feliz cruzamento de Fado, com música tradicional portuguesa, música erudita e brasileira. 
O disco foi gravado em apenas três dias, durante a madrugada, no Verão de 1987, na antiga Igreja do Convento de Xabregas, no bairro Madre de Deus em Lisboa. 
Em termos de divulgação, foi terreno fértil para a Rádio, que divulgou o trabalho inaugural dos Madredeus sem grandes limitações. A canção “Vaca de Fogo” tornou-se num êxito imediato em Portugal. 
Da formação fundadora do grupo, só Pedro Ayres Magalhães era conhecido do grande público, vindo dos Heróis do Mar e, antes ainda, dos Corpo Diplomático. Rodrigo (Muñoz) Leão era baixista nos Sétima Legião, mas não era ainda uma figura pública, como mais tarde passou a ser, principalmente a partir da sua carreira a solo iniciada em 1993. 
Para além dos músicos Francisco Ribeiro e Gabriel Gomes, a vocalista (Maria) Teresa Salgueiro também era uma perfeita desconhecida, tendo apenas 18 anos de idade aquando da gravação do álbum «Os Dias da Madredeus». 
A formação conheceu a internacionalização e mudou de elementos várias vezes. Há dez anos perdeu a vocalista Teresa Salgueiro, que enveredou por uma infrutífera carreira a solo. A banda atravessou uma fase incoerente até 2011, ano em que entrou a nova vocalista Beatriz Nunes. O único membro fundador que permanece na formação é Pedro Ayres Magalhães. 
Trinta anos depois, os Madredeus ouvem-se pouco na Rádio portuguesa. 


segunda-feira, 13 de novembro de 2017

Musico-terapia

























A reportagem «No refrão da memória» foi hoje transmitida pela Antena2, às 19:00. Teve primeira transmissão na Antena1 na passada quarta-feira, dia 8. A reportagem «No refrão da memória», da autoria de Isabel Meira, é sobre a utilização da Música no tratamento de demências.
A jornalista Isabel Meira foi distinguida com o prémio de jornalismo Gazeta de Rádio, com a reportagem «Na hora de pôr a mesa», transmitida pela TSF em Junho do ano passado. Um trabalho que também recebeu uma menção honrosa no Prémio Jornalismo Direitos Humanos & Integração. A reportagem «Na hora de pôr a mesa» é sobre o projecto de voluntariado “A Poesia Não Tem Grades”.

No refrão da memória
Antena1 | Antena2
Ouvir aqui 

Na hora de pôr a mesa
TSF-Rádio Notícias
Ouvir aqui 

domingo, 12 de novembro de 2017

Hoje na BRANDOA



sábado, 11 de novembro de 2017

Francisco Meneses na TSF

















É um dos novos cinco humoristas da actual temporada de programação da TSF e foi o convidado desta semana a escolher música na Rádio Notícias, no espaço diário «A Playlist de». 
Francisco Meneses foi, em tempos, radialista na Rádio Nova no Porto, cidade de onde é natural. 
Das escolhas de Francisco Meneses encontram-se nomes de um tempo já longínquo, como por exemplo Chet Baker, Stevie Wonder, The Clash ou Talking Heads. Mas a maior parte das escolhas recaem no Rock alternativo. Pixies, Pavement, Talking Heads, Chk Chk Chk, White Strips, Feist, Arcade Fire, LCD Soundsystem, Fleet Foxes, Bon Iver, Interpol e Smog. Também os The War on Drugs, no tema “Red Eyes”:  


A Playlist de Francisco Meneses 
2ª a 6ª feira (14:00/15:00) 
3ª a Sábado (02:00/03:00) 
Sábado – compacto da semana (14:00/15:00). 
Ouvir aqui 

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

No Turim





































Sinopse

A nossa viagem começa na Mouraria com a Severa e levados pelo amor ao som do fado, contamos uma história. De fadista, bairrista e louco, todos temos um pouco… e é isso que partilhamos neste espectáculo. 
Este espectáculo foi criado a partir de passeios, músicas, ditos, experiências pessoais e improvisações. 

Ficha técnica: 
Criação: Margarida Barata
Música: Rita Cardoso
Interpretação: António Santos, Catarina Prada, Hugo Evangelista, João Carneiro, Judite Álvares, Mariana Falk, Mariana Venes, Rui Carneiro e participação de Telma Pereira
Cartaz: Rogério Paulo
Direcção de produção: Hugo Evangelista
Assistência de produção: Susana Camacho
Produção: Grupo de Teatro do Mob
Assistentes de cena: Filipa Fernandes e Joaquim Calado. 

SE O MEU AMOR VIER CEDINHO

Dias 10, 11 e 12 de Novembro
Sexta e Sábado às 21:30 | Domingo às 17:00
Tel. 217606666 

Teatro Turim – Estrada de Benfica, 723-A, 1500-088 LISBOA Lisboa. 

quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Prova dos 80




















A década de 80 parece não sair de moda. O revivalismo continua espalhado um pouco por todo o lado. A Rádio portuguesa, por exemplo, está repleta de memórias dos anos iniciados em 1980. Quer seja através da música, de crónicas alusivas ou mesmo programas evocativos. Talvez seja porque a geração que os viveu intensamente se encontre actualmente em lugares de decisão e esteja a utilizar-se disso para exercer actos públicos de nostalgia. 
Desta vez aconteceu no programa «Prova Oral» da Antena3 onde, na terça-feira desta semana, se falou do livro «Sou dos Anos 80 – Não Tenho Medo de Nada», da jornalista Joana Emídio Marques.
Também se falou da Rádio dos anos 80 em Portugal. 
Para matar saudades, rir um pouco ou relembrar alguns aspectos dos anos 80, é ouvir aqui 

terça-feira, 7 de novembro de 2017

Os 30 anos deste disco

























Editado no dia 7 de Novembro de 1987 
Álbum seminal do fundador dos Japan, o inglês David Sylvian encontrou ao quarto álbum a solo a obra magna da sua longa carreira enquanto músico, compositor e vocalista.
Na altura, David Sylvian tinha 29 anos de idade.
O álbum «Secrets of the Beehive» começou por ser conhecido em Portugal através do tema "Orpheus", uma presença habitual em estações de Rádio como o CMR-Correio da Manhã Rádio e no programa «O Último Metro» de Nuno Infante do Carmo, na RFM, ainda antes da transição do radialista para o CMR.
Seria no ano seguinte, em 1988, que as outras canções deste disco de David Sylvian ficaram a ser melhor conhecidas, sempre através da Rádio. "Orpheus" chegou a ser apresentado num videoclip na RTP. «Secretes of the Beehive» apenas teve "Let The Hapiness In" e "Orpheus" e "Let The Hapiness" como singles extraídos. No Reino Unido, o LP atingiu o nº 37 do Top.
Também em 1988, «Secrets of the Beehive» foi por diversas vezes transmitido na íntegra no espaço nocturno «Os Silêncios de Ouro» do CMR, onde durante a madrugada, entre as 02:00 e as 07:00, eram passados álbuns na íntegra.


segunda-feira, 6 de novembro de 2017

Hoje na RADAR

























Fats Domino morreu no passado dia 24 de Outubro, aos 89 anos de idade. Foi um dos pioneiros da História do Rock e o programa «Álbum de Família» dedica a edição de hoje à passagem integral do primeiro disco do compositor, pianista e cantor norte-americano. O álbum  «Rock And Rollin’ With Fats Domino», editado em 1955. Um ano antes de Elvis Presley e sete anos antes dos Beatles. 

Apresentação e realização de Joana Bernardo 
2ª feira às 23:00. 

















Mais homenagens a Fats Domino na Rádio portuguesa após a morte do músico: 

Crónicas da Idade Mídia 
De Iolanda Ferreira e Ruben de Carvalho 
Ouvir aqui