segunda-feira, 1 de novembro de 2010

Dia ANTÓNIO SÉRGIO na RADAR














http://www.radarlisboa.fm/

O dia da morte de António Sérgio
A notícia chegou-me via telemóvel. Era a minha irmã: "Já ouviste as notícias hoje? Morreu o António Sérgio". Foi há um ano.
O repasto de churrasco à hora do almoço que partilhava com amigos do peito em Oliveira do Hospital já não teve o mesmo bom sabor até ao fim. Reacção natural depois de uma inesperada notícia destas, de alguém que admirámos, acompanhámos e conhecíamos há tantos anos.
Nesse dia e nos seguintes sucederam-se, nos vários media nacionais, as homenagens justas e outras de circunstância, acompanhadas daquelas coisas que se dizem sempre quando alguém morre.

Hoje a RADAR, a última toca do lobo, recorda emissões em contínuo do programa «Viriato 25» de António Sérgio. Todo o dia de hoje é dia de António Sérgio na RADAR. Grande homenagem, grande dia para um grande da Rádio. Da Rádio de autor.
Está a ser gratificante escutar aquelas paisagens sonoras que só António Sérgio conseguia alcançar através da divulgação de edições musicais alternativas. A sua praia. Não é diferente quem quer.
E a voz... aquela VOZ!
Esta é a semana António Sérgio na «Rádio Crítica»

Fica em vídeo (com imagem fixa da capa do álbum «Ask Tomorrow») o tema "Love Songs on the Radio" dos norte-americanos Mojave 3. Uma canção que ouvi pela primeira vez pelas mãos de António Sérgio numa emissão por ele realizada na extinta X-FM num final de tarde/início de noite, em suave viagem de barco para Sul.

Mojave 3 – “Love Songs on the Rádio” (1995)



Uma nota adicional dirigida à RADAR: depois do súbito desaparecimento de António Sérgio foram publicadas em podcast algumas emissões de «Viriato 25» no alojamento de ficheiros sonoros da RADAR [ http://radar.podomatic.com// ].
Foram bons, mas foram poucos. Não se podem publicar mais? 



<< Home